logo2

MOBILIDADE NA AMBA

Todos os dias, 19 milhões de viagens são feitas dentro da Área Metropolitana de Buenos Aires. Pessoas de todas as partes da cidade e as mais diversas realidades socioeconômicas se cruzam nas ruas no caminho para o trabalho, estudo, compras e uma série de outras razões. Entre o sistema de transporte da cidade, tentando acompanhar a demanda, misturando desabou por transporte privado e sistema de transporte público nas artérias de crise. Como conseguir soluções em um sistema complexo?

Compreender como um sistema funciona muito deixou de ser simples e direto parece ser o primeiro passo. Uma parte fundamental deste processo é ter dados sobre o sistema que nos permite construir o entendimento sobre isso, mas o outro não é menos têm as ferramentas para analisar e processar os dados. Hoje, linguagens de programação, tais como R, Python e JavaScript ferramentas ou Business Intelligence, como Tableau pode rolar grandes volumes de informação, extrair o visualize e compreensível relevante e didática, mesmo para aqueles que não são especialistas no problema.

Em BerecoLabs acreditam que aproveitar nos permite compreender os sistemas complexos de uma forma que não é possível obter as abordagens tradicionais. Como exemplo, transformar uma matriz origem-destino comum uma ferramenta de divulgação e análise. Os dados utilizados correspondem ao Household Mobility Survey of Buenos Aires (ENMODO) em 2010 aliviado as características socioeconômicas e todas as viagens de um dia por membros de 22.500 famílias na região. A animação é construído usando Javascript base de código criado por Christopher Ingraham.

Número de viagens por distrito e uso da mesma

Ter a informação com elevado detalhe espacial e atualizado com freqüência é essencial para gerir sistemas complexos. Hoje, as ferramentas e tecnologias para gerar informações de forma descentralizada, em tempo real já existem e usá-los corretamente iria tomar melhores decisões na gestão e planejamento do sistema de transportes.