logo2

MOBILIDADE NO CIDADES LATINO-AMERICANAS

No continente com a maior taxa de população urbana nas regiões em desenvolvimento, as megacidades são tanto a promessa quanto o obstáculo para o desenvolvimento sustentável dos nossos países nas próximas décadas. Sistemas de infra-estrutura, em muitos casos, à beira do colapso, eles têm de suprir a demanda de uma população crescente. O sistema de transporte é um dos mais críticos e não escapa a esta situação. Neste laboratório são analisados ​​dados de Mobilidade Urbana Observatório da CAF para entender como os sistemas de transporte de 15 cidades latino-americanas lidar com a demanda, o que são seus pontos fortes e quais são seus problemas para fora.

A primeira seção compara diferentes variáveis ​​geográficas gráfica e transporte, ajudando a aumentar as diferenças. Na segunda, desenvolveu 10 indicadores simples que levem em conta a maior parte do espectro da sustentabilidade urbana e como perto de alvos é cada.

COMO SÃO SUSTENTÁVEIS​​?

Os 10 indicadores que se seguem propõem uma primeira avaliação do nível de sustentabilidade do transporte nas cidades, medindo valores como a sustentabilidade econômica, acessibilidade, equidade e impacto na qualidade de vida, entre outros.

Além das características em comum com as nossas cidades, as diferenças são perceptíveis. Os sistemas de transporte não são excepção. Estruture a sua cidade, mas também são condicionadas pelo presente e do passado da cidade que servem.