logo2

TERRITÓRIOS INTELIGENTES

A informação é o trunfo do século XXI serão aqueles que sabem como usá-lo mais capaz de garantir o bem-estar das pessoas que vivem lá, mas o excesso de informação exige novas formas de gerir e fazer o melhor dele.

Combinando ferramentas de Big Data ea Internet das coisas com inteligência artificial sugerir mudar o paradigma atual da gestão de grandes territórios para um regime de territórios inteligentes.

Labs

RISCO RESIDUAL

O que pode ser feito quando se sabe que mais cedo ou mais tarde, onde vivemos e trabalhamos vai inundar?

REDES SOCIAIS PARA A GESTÃO INTELIGENTES TERRITÓRIOS

Uma abordagem para avaliar o potencial do uso de redes de mídia social como o Twitter para entender as cidades e melhorar a forma de gerenciá-los. Pode redes sociais, Twitter e em particular, servem para entender melhor como funciona um território, por exemplo, contra as alterações climáticas? e, mais tarde, para usá-lo para torná-lo mais inteligente?

ONDAS DE CALOR

É a mudança climática, resultando em mais ou menos ondas de calor na sua cidade? Podemos prever ondas de calor? É possível gerar políticas para aumentar a capacidade de resistência da cidade contra as ondas de calor ou para prestar assistência aos mais vulneráveis​​?

FERRAMENTAS PARA CIDADES INTELIGENTES

Sabemos que os desafios das vigésimo primeiro século cidades são numerosos e complexos. Para superar novas ferramentas, que devem ser acompanhados por bom senso na sua utilização para garantir que os benefícios estão sendo divididos eqüitativamente entre todos os cidadãos é necessário.

ANÁLISE ESPAÇO-TEMPORAL DE ILHAS DE CALOR URBANAS

Uma das principais vantagens de possuir vários pontos de dados meteorológicos para uma determinada região, neste caso, para a Área Metropolitana de Buenos Aires (AMBA), é que você pode realizar a amostragem do mesmo e, assim, encontrar novos padrões de comportamento.